Performance Protótipo (2009)

Durante seis meses, em parceria com uma costureira, Audrey confeccionou um figurino para fazer parte da performance Protótipo. Pequenos ganchos foram costurados nas regiões do tecido que correspondiam às principais articulações humanas. Vários elásticos foram conectados aos ganchos. Essa construção com ganchos, tecidos e elásticos permitiu que o performer, ao vestir a roupa, tivesse a extensão do seu corpo conectada às mãos das pessoas que participaram da performance, que seguraram as pontas dos elásticos e estimularam o movimento de cada articulação do corpo com o seu entorno.